Compartilhe:

Drogas Sintéticas X Drogas Naturais Entenda a diferença entre os dois


Drogas Sintéticas X Drogas Naturais Entenda a diferença entre os dois

Drogas Sintéticas X Drogas Naturais Entenda a diferença entre os dois.

As discussões acerca das drogas nunca estiveram tão presentes em nosso dia a dia como hoje. Isso porque existe tanto a preocupação em alertar os mais jovens sobre o perigo que as drogas podem oferecer, e também porque nunca se ouviu falar tanto sobre mortes e demais fatalidades ocorridas em virtude tanto do tráfico quanto do abuso dessas substâncias.

 

No entanto, diferente do que muitas pessoas imaginam, as drogas não se resumem apenas àquelas popularmente conhecidas como maconha, crack e cocaína. Infelizmente, o leque que compreende o mundo das drogas, tanto lícitas quando ilícitas, é muito maior.

 

E é justamente sobre o que diferencia as drogas naturais das sintéticas que o post de hoje trata. Boa leitura!

 

O que são as drogas naturais?

 

Como são extraídas de alguma fonte natural, elas são consideradas como menos inofensivas à saúde. No entanto, não é bem assim que acontece. Falaremos um pouco mais sobre isso a seguir. As drogas naturais são o resultado decorrente da extração de uma substância de alguma planta ou outro componente existente na natureza.

 

Através desse processo o principal objetivo é extrair a principal substância existente naquela planta e, posteriormente, fazer uso da mesma com fins alucinógenos. Apesar de não serem originadas em laboratórios, algumas drogas naturais passam sim por processos químicos com o objetivo de serem “melhoradas”.

 

Exemplos de drogas naturais: maconha, cogumelos, ópio, chá de iboga, chá de trombeteira, ayahuasca, entre outros.

 

Como citado anteriormente, muitas pessoas acreditam que, por serem naturais, essas drogas não oferecem nenhum risco à saúde, mas estão enganadas. Assim como qualquer outro tipo de droga, as drogas naturais também podem desencadear o vício, assim como podem gerar outros graves problemas de saúde, podendo levar até a morte.

 

O que são as drogas sintéticas?

 

O oposto das drogas naturais, as drogas sintéticas são, basicamente, feitas a partir de processos químicos. No entanto, elas se subdividem em duas categorias, sobre as quais falaremos a seguir.

 

Drogas semissintéticas

 

Podem ser consideradas como drogas semissintéticas todas aquelas drogas que, apesar de terem sido submetidas a algum processo químico com o objetivo de melhorar seus efeitos, durabilidade, etc., ainda assim tiveram sua matéria-prima extraída de alguma planta natural que continha substâncias consideradas como psicoativas.

 

Exemplos de drogas semissintéticas: haxixe, crack, cocaína.

 

Drogas sintéticas

 

Aqui podemos dizer que as drogas sintéticas são aquelas produzidas total e exclusivamente em laboratórios. Dessa forma, todos os componentes dessas drogas são pensados e estruturados de forma que, quando misturados entre si, possam oferecer ao usuário um alto efeito psicoativo e alucinógeno.

 

Diferente dos outros tipos de droga citados aqui, as drogas totalmente sintéticas não possuem nenhum componente cuja fonte tenha sido natura, já que toda a sua composição é totalmente sintética e artificial.

 

Exemplos de drogas sintéticas: LSD, ecstasy, anfetaminas, poppers, efedrina, anfetaminas, entre outros.

 

Independentemente do tipo da droga, todas oferecem sérios riscos à saúde daqueles que fazem uso delas. Se você está sofrendo com o vício em alguma dessas drogas, não hesite em procurar por ajuda profissional. Você pode sim sair dessa!

Tratamentos

Blog

Informativos para auxílio da família,dependentes químicos e alcoólicos

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

A submissão química é uma enfermidade contemporânea que acarreta prejuízo as biografias e famílias.

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Iremos abordar neste texto as drogas alucinógenas, seus efeitos e deliberações

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

É praxe articular comportamentos adictivos com o excesso de substâncias como a droga e o bebida alcoólica.

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

No Brasil, de concordância com o Texto 243 do Lei da criança e do Adolescente,