Compartilhe:

Como saber se um dependente está próximo de uma recaída as drogas?


Como saber se um dependente está próximo de uma recaída as drogas?

A dependência química nada tem a ver com a falta de caráter de um indivíduo. Ela é considerada uma doença e assim como qualquer problema que há na saúde física, a sua origem e seus sintomas devem ser investigados e tratados.

Hoje sabemos, a partir de estudos, que qualquer pessoa comum pode desenvolver algum vício quando se encontra em uma situação emocional difícil. O desemprego, o sentimento de frustração por não atender a um determinado padrão ou a existência de conflitos nas relações podem desencadear uma busca por drogas psicoativas ou o uso exacerbado de bebidas alcoólicas para aliviar o que se está sentindo.

Esta doença não tem cura, mas pode ser controlada pelo indivíduo para o resto de sua vida. Por isso, as recaídas são passíveis de acontecer, pois não consumir drogas é um desafio a ser enfrentado diariamente. Dessa forma, é importante conhecer os sintomas de uma possível recaída e como proceder se isso acontecer.

Sintomas mais frequentes de recaídas

  • Falta de compromisso com as atividades de recuperação. Após receber alta de um centro de atendimento, o indivíduo ainda deve manter uma rotina de tomar medicamentos, ir a consultas médicas e frequentar reuniões de grupos de apoio. Se ele começar a se ausentar destas obrigações, é hora de intervir;
  • Mudanças bruscas de humor, além de crises frequentes de ansiedade. Assim como no início do processo de desintoxicação, é comum que o usuário sofra com a abstinência. Ao ser reinserido na sociedade e voltar a ter contato com os fatores que abalam seu emocional, pode haver o retorno desta angústia e busca de alívio imediato das preocupações e episódios de depressão e transtornos mentais que podem se originar dessa abstinência.

Caso observe que alguém está a caminho de uma recaída, há algumas ações simples que podem ser feitas e podem ajudar mais do que você imagina. Veja algumas delas:

  • Tenha empatia: antes de qualquer crítica, demonstre que entende a situação e que oferece todo apoio possível para que a pessoa se mantenha em tratamento. Sentir-se acolhido faz com que o indivíduo tenha mais forças para se manter são;
  • Estimule a organização: ajude-o a ser organizado, preparando uma agenda de tarefas a serem feitas diariamente. Saber claramente o que precisa ser feito faz com que a ansiedade diminua.
  • Incentive a prática de esportes: praticar esportes também é uma ótima solução para quem está em recuperação. No caso da Clínica Recuperando Vidas, há aulas de Jiu- jitsu, nas quais se aprende a ter disciplina e respeito pelos colegas. Também há uma piscina para natação.
  • Mencione a possibilidade de retorno ao centro de tratamento: por vezes, a realidade ainda é tão difícil de ser enfrentada que muitos conviventes retornam para uma estada no espaço, a fim de se fortalecer ainda mais contra o vício.

Na Clínica Recuperando Vidas, os conviventes dispõem de toda a estrutura necessária para manter o seu processo de desintoxicação. Também temos a preocupação de acompanhar psicologicamente os familiares, a fim de dar o suporte necessário para que também consigam enfrentar este momento. Venha conhecer nosso trabalho!

Tratamentos

Blog

Informativos para auxílio da família,dependentes químicos e alcoólicos

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

A submissão química é uma enfermidade contemporânea que acarreta prejuízo as biografias e famílias.

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Iremos abordar neste texto as drogas alucinógenas, seus efeitos e deliberações

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

É praxe articular comportamentos adictivos com o excesso de substâncias como a droga e o bebida alcoólica.

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

No Brasil, de concordância com o Texto 243 do Lei da criança e do Adolescente,