Compartilhe:

Alcoolismo e Suas Consequências


Alcoolismo e Suas Consequências

Alcoolismo e Suas Consequências

A crise econômica, o desemprego, os problemas emotivos dentre outros elementos têm levado um número cada vez maior de pessoas a buscar refúgio no álcool. O alcoolismo é considerado na atualidade, um dos maiores problemas de saúde pública em todo o mundo. São crescentes os relatórios sobre doenças sérias provocadas pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas, bem como a ocorrência de mortes proveniente destas doenças. O álcool também assusta como causa fundamental de acidentes de trânsito, crimes e suicídios.

Alcoolismo e Suas Consequências – O alcoolismo está dentre as drogas de maior relevância no Brasil, uma vez que o álcool exerce influência sobre 12% da população. De qualquer maneira, calcula-se que 90% das pessoas ingerem álcool de certa forma.

Consequências

Alcoolismo e Suas Consequências – A cirrose hepática é uma das doenças mais populares provocadas pelo alcoolismo. A bebida é metabolizada através do fígado e quando se usa álcool em grandes proporções e por longo período, podem aparecer alterações no órgão. O álcool acarreta infiltração de gorduras no fígado, pode formar a hepatite alcoólica e, muito mais grave, a cirrose hepática. A cirrose se define pelo endurecimento do fígado, causa ascite (barriga d’água) e formação de varizes no esôfago. Além do fígado, demais partes do organismo podem ser afetadas pela bebida. No cérebro, a intoxicação aguda – mesmo em não alcoólatras – pode ocasionar acidentes, agressões e suicídio. O álcool interfere no funcionamento do aparelho digestivo, desenvolve irritações na boca e esôfago, além de motivar distúrbios gástricos que terminam agravando doenças já existentes, como a úlcera. O intestino também pode padecer com diarreias e dificuldade de absorção de alimentos, gerando a desnutrição. O uso constante de bebida também acentua diversas outras doenças infecciosas, como tuberculose e pneumonia.

O tratamento da doença é complexo, uma vez que não pode ser desvinculado das complicações orgânicas e psíquicas, por isso apresenta diversos aspectos. O primeiro é a desintoxicação e para isso a pessoa é internada. Nesta fase pode acontecer a síndrome de abstinência, que é caracterizada por uma variedade de sintomas que

surgem quando a pessoa para de beber. Dentre estes sintomas estão os tremores, alucinação e mudança do comportamento.

Muitas pessoas que são vítimas do alcoolismo escondem o problema, se afastam de amigos e familiares e são inaptos de procurar ajuda ou se auto ajudarem. Também existem grupos de autoajuda como alcoólicos anônimos onde eles partilham sobre seus problemas e sobre sua recuperação

Elevação da Dependência

Alcoolismo e Suas Consequências – Segundo a grande parte dos médicos brasileiros, o problema do consumo alcoólico tem solução, apesar do crescimento do número de dependentes ser cada vez maior no país. O alcoolismo é responsável por quase 75% de diversos os acidentes de trânsito com mortes, 39% de episódios policiais e 40% das consultas psiquiátricas, além disso, 15% da população do país é alcoólatra. Estes são alguns dados que apontam como o álcool está constante na vida do brasileiro, até mesmo, entre os mais jovens.

Segundo os especialistas no tema, a solução para o problema é um comprometimento maior das autoridades para a elaboração e efetivação, de leis sobre a venda e consumo das bebidas alcoólicas. Por um outro lado, algumas ações já estão sendo elaborada para levar este problema muito mais a sério e ser descrito como uma doença.

A partir da realização do Fórum Antidrogas, que ocorreu durante o mês de maio na região de Belo Horizonte, está sendo analisada a elaboração de um programa de diretrizes políticas. De acordo com o Centro de Toxicomania de Minas, a doença é um dos grandes problemas de saúde pública no Brasil, que precisa ser vista não como sintoma. Algumas associações médicas defendem o tema e pedem que o alcoólatra obtenha o atendimento primeiro nos ambulatórios e tão somente após que ele seja internado.

Uma boa medida que é defendida por diversos colaboradores de saúde é a prevenção. A Universidade Federal de Minas Gerais, em conjunto com as universidades do Paraná e Santa Úrsula no Rio de Janeiro defendem esta causa.

8 sintomas do alcoolismo – Pegar nossa própria vida em nossas mãos e evitar que o álcool nos governe é o primeiro passo para começar a refletir em um novo estilo de vida.

O excesso de álcool não leva a nada de bom. Saber beber na presença dos outros, com moderação e aproveitar um momento de amizade saudável é algo muito diferente do consumo excessivo de álcool e da dependência de bebidas alcoólicas.

Estar bem informado é o primeiro passo para evitar maus costumes que podem levar ao alcoolismo.

O alcoolismo pode acabar coma vida social espiritual emocional e financeira atingindo o usuário e todos a sua volta .

Alguns sintomas de dependência de álcool são:

1 sintomas do alcoolismo – A necessidade de beber controla sua própria vida: a dependência de álcool normalmente é caracterizada pela necessidade imperativa de beber e a dificuldade de delimitar a quantia ou parar de beber.

2 sintomas do alcoolismo – Tolerância ao álcool: quando você bebe habitualmente o corpo se acostuma ao álcool, vivenciando a necessidade de beber muito mais e mais para sentir seus efeitos.

3 sintomas do alcoolismo – Desinteresse: nega outros interesses em favor de atividades que envolvem beber bebidas alcoólicas.

4 sintomas do alcoolismo – Ocupado: eleva constantemente o tempo aplicado a beber e a se reestabelecer dos efeitos do álcool.

5 sintomas do alcoolismo – Bebe também de manhã: começa a beber antes do meio dia.

6 sintomas do alcoolismo – Ansiedade e irritabilidade

7 sintomas do alcoolismo – Não é capacitado de sair dessa situação: reconhece que você não consegue parar de beber apesar de vivenciar os sintomas físicos e psicológicos negativos.

8 sintomas do alcoolismo – Vivencia os sintomas físicos da abstinência: tremores, transpiração excessiva, dificuldade em dormir, ansiedade, sensação de mal-estar nas primeiras horas da manhã.

Consequências sérias para a saúde

A dependência do álcool atinge gravemente a saúde. A intoxicação alcoólica tem consequências de todos os tipos:

Cognitivo: diminuição da compreensão de perigo, alteração da percepção visual e espacial

Comportamental: violência, comprometimento no trabalho e socialmente

Pronuncia atrapalhada

Descoordenação motora, andar oscilante

Atenção e lembrança prejudicada

Estado de quase inconsciência

Atinge a alimentação

Doença hepática (fígado alcoólico, hepatite alcoólica e cirrose alcoólica)

Pressão arterial elevada e problemas cardíacos

Perda gradativa de lembrança para a demência alcoólica

Depressão

Pancreatite

Delírio devido à intoxicação alcoólica

Delírio devido à abstinência alcoólica

Transtorno psicótico induzido através do álcool, com delírios

Transtorno psicótico induzido através do álcool, com alucinações

Transtorno do humor induzido através do álcool

Transtorno de ansiedade induzido através do álcool

Disfunção sexual influenciada através do álcool

Doenças do sono induzidas através do álcool

Por que beber?

O indivíduo que bebe faz isso por várias razões e motivos cada um tem o seu e precisa de ajuda

Muitas vezes, entra na armadilha de achar que é uma maneira eficiente de tratar ansiedade e depressão.

Embora venha a auxiliar a diminuir seus problemas no curto prazo, o álcool normalmente piora a

Tratamentos

Blog

Informativos para auxílio da família,dependentes químicos e alcoólicos

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

A submissão química é uma enfermidade contemporânea que acarreta prejuízo as biografias e famílias.

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Iremos abordar neste texto as drogas alucinógenas, seus efeitos e deliberações

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

É praxe articular comportamentos adictivos com o excesso de substâncias como a droga e o bebida alcoólica.

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

No Brasil, de concordância com o Texto 243 do Lei da criança e do Adolescente,