Compartilhe:

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia


A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia – O uso excessivo de álcool faz mal à saúde, isso ninguém pode ignorar. O que os cientistas estão detectando agora são as Diversas relações que podem ter entre o uso de álcool e demais substâncias ilícitas com diversas doenças, dentre elas, doenças psiquiátricas como a esquizofrenia.

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia – O uso excessivo de álcool faz mal à saúde, isso ninguém pode ignorar. O que os cientistas estão detectando agora são as Diversas relações que podem ter entre o uso de álcool e demais substâncias ilícitas com diversas doenças, dentre elas, doenças psiquiátricas como a esquizofrenia.

Além das duas drogas, também foi verificado que drogas alucinógenas, sedativos e anfetaminas também contribuem para ampliação esse perigo O que nos faz refletir sobre como o álcool pode ser tão perigoso quanto as drogas ilegais. Outro fator importante, que constataram nesse estudo é da relação de pais que utilizam drogas e como isso pode afetar, além deles, o perigo de desenvolver esquizofrenia nos seus filhos.

Todas pesquisas são estudadas como hipóteses que tem por finalidade ajudar as pessoas a evitarem diversos males psiquiátricos. E enquanto não localizam uma solução ideal para esse problema, o que podemos fazer para lidar com o uso dessas substâncias?

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia – O álcool é uma das drogas bem mais difíceis de lidar justamente, por ser legalizada.

Como o seu consumo é de fácil acesso, muitas pessoas ainda não tem a consciência de como o álcool pode ser perigoso para a saúde. Por isso, o primeiro passo para evitar o vício ou possíveis problemas ao organismo é a conscientização.

Somente obtendo informações a respeito dos malefícios do álcool é que podemos repensar os nossos costumes e se vale mesmo a pena beber bebidas alcoólicas. Faça essa pergunta a si mesmo “sem o consumo do álcool eu conseguiria me divertir do mesmo jeito?

Quando repensamos os nossos hábitos, percebemos o quanto podemos torná-los muito mais saudáveis. Pequenas mudanças podem produzir uma enorme diferença. Da próxima vez que for beber algo alcoólico, pare um pouco e pondere se você não pode trocar por outra bebida ou se pode fazer outra coisa. Quem sabe não é o primeiro passo para você não correr riscos de saúde desnecessários?

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia – Drogas elevam em até seis vezes o perigo de esquizofrenia

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia – No caso da maconha, o incremento foi de 5,2. No do álcool, de 3,4.

Estudo da Dinamarca constatou um possível elo entre o uso de álcool, maconha e demais drogas e o surgimento da esquizofrenia.

A ligação do álcool e drogas com a esquizofrenia – Pesquisadores do Hospital Universitário de Copenhague investigaram pessoas acometidas pelo problema mental e verificaram que o abuso de tais substâncias acaba deixando os indivíduos bem mais vulneráveis, aumentando as probabilidades de serem afetados pelo problema em até seis vezes. Apresentado na semana passada, no encontro anual da Early Psychosis Association (IEPA), na Itália, o trabalho pode fortificar as medidas preventivas contra um problema de saúde que Atinge 21 milhões de pessoas, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A equipe gerenciada por Stine Mai Nielsen partiu do resultado de estudos que mostravam a relação entre a esquizofrenia e o excesso de drogas, e resolveu realizar uma abordagem muito mais ampliada do problema. Para isso, investigaram registros de 3.133.968 dinamarqueses, sendo que 204.505 tinham um histórico de excesso de substâncias lícitas e/ou ilícitas e 21.305 teriam sido diagnosticados com o distúrbio mental. Foram examinados aspectos como sexo,

índices de uso das substâncias, diagnósticos psiquiátricos de outros males, histórico médico e status econômico, dentre outros aspectos.

A principal decisão foi a de que, de forma geral, o excesso de substâncias lícitas e ilícitas elevou o perigo de desenvolvimento da esquizofrenia em seis vezes. No caso da maconha, o incremento foi de 5,2. No do álcool, de 3,4. As substâncias alucinógenas aumentaram as chances de a doença ocorrer em 1,9 vez; sedativos, em 1,7; e anfetaminas, em 1,24. “O efeito foi expressivo mesmo 10 a 15 anos após o diagnóstico de excesso de substâncias. Nossos resultados apontam associações robustas entre quase qualquer tipo de excesso de substâncias e um risco ampliado de desenvolver esquizofrenia mais tarde na vida”, destacaram os autores.

Apesar da potente relação notada entre os dois fenômenos, a equipe da instituição dinamarquesa analisa que, com os resultados obtidos, não é possível determinar se as drogas podem expandir o perigo de esquizofrenia ou se as pessoas que sofrem com o problema de saúde são bem mais propensas ao excesso de substâncias tóxicas. Por isso, ressalta a necessidade de realização de muito mais estudos. Complexa e sem causa definida, o problema mental eleva a possibilidade de o paciente morrer precocemente em 2 a 2,5 vezes, estima a OMS.

Tratamentos

Blog

Informativos para auxílio da família,dependentes químicos e alcoólicos

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

Importância da psicoterapia grupal no processo terapêutico.

A submissão química é uma enfermidade contemporânea que acarreta prejuízo as biografias e famílias.

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Drogas Perturbadoras/Alucinóginas

Iremos abordar neste texto as drogas alucinógenas, seus efeitos e deliberações

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

COMPORTAMENTOS ADICTIVOS

É praxe articular comportamentos adictivos com o excesso de substâncias como a droga e o bebida alcoólica.

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

Como Proteger-se o Alcoolismo na juventude

No Brasil, de concordância com o Texto 243 do Lei da criança e do Adolescente,