Nomofobia saiba como tratar a Vício do telefone celular

Nomofobia saiba como tratar a Vício do telefone celular

Nomofobia é o medo irracional de ficar sem o seu telefone telefone celular ou ser incapaz de utilizar o telefone por um razão, como a apartamento de um demonstração, o terminal do pacote de dados ou a trabalho da trem.

Você se sente agoniado no momento em que seu telefone celular vibra e sai correndo para ver se pessoa curtiu ou comentou seu último post no Facebook? Você inicia a agir e-mails de trabalho antes mesmo de provocar da cama? O emblema de trem fraca deixa você espantoso de medo? É possível que você esteja sofrendo de nomofobia.

Uma medo é, por manifestação, um medo louco. No caso da nomofobia, os acidentes que o utente teme não são bastante improváveis, de forma que parte dele não é louco. O que é louco é o nível de pesar que os usuários sentem com a idéia de estarem, de fato, separados de seus smartphones.

Uma fobia crescente entre jovens

A palavra nomofobia é possui origem de uma composto em inglês: no + mobile + phone + phobia. O termo foi criado pela uma escola de estudo sediada no Reino Reunido. Em um pesquisa de 2008, cientistas relataram que 53% dos usuários de celulares se sentiam ansiosos no momento em que não podiam utilizar seus telefones celulares e mais da meio de modo algum desligava seus telefones. Pesquisas subseqüentes descobriram que os números aumentaram a partir de por isso.

Nomofobia é um termo que reproduz um medo primeiro quarto no mundo de hoje – o medo de ficar sem um aparelho levadiço, ou além do contato por telefone telefone celular. Entre os alunos do treino médio e universitários, está em melhoria. Um algarismo primeiro quarto de jovens agora toma banho com o telefone celular. O adolescente médio prefere despossar um vocação mindinho que um telefone celular. Um taxa primeiro quarto prefere usar mensagens de artigo, whatsapp ou gorjeio, em vez de anunciar com outras indivíduos.

A nomofobia está em toda parte nos países industrializados. O pesquisa executado pela YouGov constatou que cerca de 58% dos homens e 47% das mulheres sofrem com nomofobia, e mais 9% se sentem estressados ​​ no momento em que seus celulares estão desligados. O pesquisa envolveu a comunicação de 2.163 indivíduos. Cinquenta e cinco por cento dos entrevistados citaram preservar contato com colegas ou familiares como a essencial motivo pela qual ficaram ansiosos no momento em que não puderam utilizar seus telefones celulares. O pesquisa comparou os graus de stress induzidos pelo caso médio da nomofobia com os do “ dia do casamento ” e das idas ao dentista.

Um risco crescente para a sociedade

O dependência em smartphones é um “ dificuldade do primeiro mundo ” que não evidência vestígios de desaceleração, com independência da idade. E ainda que possa parecer bobo – você pode de fato estar contrafeito em um aparelho levadiço e sentir com as implicações reais deste quadro.

A média de horas diárias gastas em celulares pelos brasileiros é a mais alta do mundo: quatro horas e 48 minutos. Os dados são de um verificação da empresa de estatísticas Statista e são referentes ao ano de 2016. Cerca de meio dos adultos verifica o telefone pelo diversas vezes por momento. Aproximadamente 1 em cada 10 indivíduos admite utilizar o telefone ao longo o volúpia.

No momento em que você combina nomofobia com carros, as negócios ficam também mais assustadoras. Nos Estados Unidos, entre os motoristas adultos, mais de 27% afirmam mandar mensagens ou ler um artigo enquanto dirigem. Entre os jovens adultos, este algarismo chega a 34%. No Brasil a existência não é distinto.

Qual é o dificuldade em atuar mutuamente com seu telefone em um demonstração vermelho-do-cafeeiro ou no momento em que o trânsito é fatigante? Considere o feito de que as mensagens de artigo ao longo a condução deixam um acidente 23 vezes mais possível, o que pode colocar em perigo a sua vida e de outras indivíduos.

Os sintomas da Nomofobia

Pode ser que seja errado contatar isto de medo. Uma vez que uma medo é frequentemente um “ medo louco ”, e essa ânsia que sentimos no momento em que estamos sem seu telefone celular neste fascinante mundo ligado é aproximadamente natural e pode ser que um dor descomplicado.

Porém de qualquer maneira, para 66% de nós, estar com o seu telefone em todos os momentos é uma impertinência cada vez mais apelante.

Se você acha que pode sentir de nomofobia, confira embaixo os vestígios de atento:

  • Inabilidade de desligar seu telefone ;
  • Afirmar obsessivamente chamadas perdidas, e-mails e textos;
  • Frequentemente transportar a trem do telefone celular ;
  • Examinar obsessivamente redes sociais e whatsapp;
  • Apresentar estresse ao estar em locais sem conexão wi-fi;
  • Ser inabilitado de ir ao toalete sem provocar seu telefone com você.

 

O algarismo de indivíduos afetadas pela nomofobia similarmente foi revelado em um pesquisa da SecurEnvoy, e evidência um crescimento em correlação a um pesquisa similar há quatro anos, no qual 53% das indivíduos admitiram o medo de despossar o telefone. No último pesquisa, das 1.000 indivíduos entrevistadas no Reino Reunido, 66% disseram que sentiam o medo.

 

Os prejuízos causados pela Nomofobia

1. Você está perdendo tempo

Ainda que vários de nós estejam convencidos de que a multitarefa nos permite realizar mais, a resposta é que a multitarefa não funciona. Nossos cérebros não estão estruturados para labutar com duas trabalhos distintos de uma apenas vez. Além disso, experimentar corporificar diversas negócios ao mesmo tempo acaba desperdiçando mais tempo que otimizando qualquer coisa. De modo consequente, ao experimentar realizar 2 negócios ao mesmo tempo, sua produtividade cai e você encontra-se pouco assertivo.

Pense bem: até que ponto você retém informações no momento em que indivíduo está falando com você enquanto você lê e-mails ou assiste ao último vídeo sobre gatos que seu colega postou? Mesmo que seu corpo esteja materialmente em uma dependência, é possível despossar informações essenciais no momento em que seu cérebro e senso estão em outro lugar. Além disso, vamos deparar a existência: ninguém gosta de anunciar com indivíduo que está “ouvindo” com o frente cravado em uma quadro de telefone celular.

2. Você fica mais ansioso

Não ter o telefone por próximo pode reforçar a impaciência. Um pesquisa inglês descobriu que 51 por cento dos integrantes sofrem “ extrema impaciência de tecnologia ” no momento em que separados de seus smartphones. Parte disso deriva do dor de que, se ficarmos separados dos nossos telefones, não seremos incluídos no momento em que os colegas fizerem planos ou não souberem qual é o mais atual meme do Facebook.

Até nossos corpos estão começando a gratular no momento em que nossos telefones não estão por próximo. Um pesquisa da Faculdade do Missouri descobriu que os usuários do iPhone que se separaram de seus dispositivos ao longo situações que requerem uma porção significativa de atenção, como realizar um teste ou realizar uma missão de trabalho, são capazes de reverter em pior performance.

Isto visto que, no momento em que os integrantes eram separados de seus telefones e em seguida solicitados a adicionar os quebra-cabeças simples de procura por palavras, seus batimentos cardíacos e pressão sangüínea aumentavam – assim como seus sentimentos de impaciência e ânsia.

3. O excesso de telefone celular pode causar insônia

“Vou afirmar o e-mail uma última vez, aferir se qualquer colega postou uma coisa rendoso, uma última olhada no Instagram… uau, espere, um novo e-mail de trabalho entrou. Maldito, aquela comemoração da tarde foi adiantada. Eu me preparei o satisfatório para isto? Devo acrescentar as negócios mais uma vez? Espere, já é tarde. Eu acho que vou julgar nessa história pela próxima meia momento enquanto isto me viro tentando dormir.

Essas afirmações soam familiares? Ser encharcado com informações estimulantes logo antes de dormir pode dificultar seu sono e provocar falta de sono, especificamente no momento em que nos deparamos com situações além do nosso controle. E a maior parte de nós está dormindo com os telefones na cama ou do lado dela. Em aproximadamente todas as faixas etárias indivíduos afirmam dormir com o telefone ao seu alcance.

O ameaça não é somente que cada bipe ao longo a noite tenha o potencialidade de nos despertar. Smartphones similarmente emitem uma luz “ cerúleo ”, sinalizando para o nosso cérebro que é momento de despertar. As luzes azuis suprimem a melatonina, o hormônio que determina nossos ritmos de sono. Efetivamente, a luta para dormir com seu telefone é tangível. Então, o ideal é deixar este aparelhinho ábdito de ti enquanto você dorme

4. Seus filhos vão adquirir os mesmos hábitos

“Faça o que eu digo, não como eu faço” é bastante tangível no momento em que se trata de tempo de smartphone. Alguns pais pedem a crianças e adolescentes que deixem as redes sociais ou desliguem seus telefones ao longo o vencer. Não obstante, estes mesmos pais não deixam de afirmar calendários, agir a e-mails ou uma doutrina no whatsapp.

É objetivo, por isso, que em aproximadamente todos os pesquisas sobre o utilização de smartphones, os jovens adultos tenham as maiores taxas de utilização. As crianças estão aprendendo com seus pais que estar constantemente ligado é comum – e perdendo a valia da comunicação entre humanos e humanos. Você já reparou em restaurantes, algumas famílias no qual pais e filhos mexem no telefone celular enquanto esperam a alimento em vez de frequentar? Não é triste isto?

É hora de dar um tempo

Constantemente que identifico um desacato para labutar com uma coisa, verifico meu estilo de vida e minha saúde. Isso pode parecer demência, porém minha exemplo é que eu não me permita ser controlada por nada.

É super fundamental conseguir percepção e batalhar em oposição a a sujeição a qualquer dependência que comece a obrigar nosso comportamento. Isto contém tecnologia. Eu reconheço que telefones celulares, tablets, computadores e outras tecnologias introduzidas no futuridade facilitarão minha vida e me permitirão trabalhar com mais eficiência. Não obstante, devemos ter em mente o posterior: a tecnologia precisa ser umas aliada, não uma coisa maléfico.

Para exercitar a labutar com isto, um processamento de psicoterapia pode ser necessário.

Por isso, o que podemos fazer para evitar essa dependência digital?

Certifique-se de desligar o telefone telefone celular e analisar conversas rosto a rosto ou deleitar-se momentos de insulamento desconectada. Há duas atividades que estilo bastante de realizar nesse intuito: sair para correr no jardim e ingerir um café na bunda, de posse somente de um caderninho de notas e caneta.

Equilibre o tempo entre o smartphone e o contato humano a toda semana. Para cada momento que você investe na frente de uma quadro, invista o mesmo tempo conversando com indivíduos, e não vale o whatsapp.

Tente uma técnica ágil todo mês, no qual você de fato passa um dia ou mais sem um computador, tablet ou telefone. Você se sentirá liberado.

Coloque seu telefone a ao menos 10 metros de distância no momento em que você dormir à noite. Eu sei que você terá de se provocar para apertar “ sono ”, porém é mais sem riscos dessa maneira.

Bloqueie seu dia em slots, no qual você gasta tempo usando a tecnologia, porém similarmente tenha períodos de tempo para uma comunicação genuína e orgânica com as indivíduos.